O Cerro de Los Siete Colores, em Purmamarca - Crédito: Sylvia Barreto

Aerolíneas Argentinas inicia voo direto entre São Paulo e Jujuy

por: Sylvia Barreto
8 de Janeiro 2018

A companhia Aerolíneas Argentinas iniciou voos diretos entre a cidade de São Paulo e o aeroporto de Jujuy no último sábado (06/01). A província (Estado) do norte da Argentina não tinha conexão direta com o Brasil. O Viajar é Simples acompanhou o voo inaugural.

A frequência é semanal, sendo que, nos dois sentidos, os voos são realizados aos sábados e as saídas estão confirmadas até 17 de fevereiro. “Dependendo da ocupação, a ele pode se tornar um voo regular”, afirmou Federico Posadas, ministro do turismo de Jujuy, durante almoço da cidade de Purmamarca, um dos emblemáticos destino da região. Purmamarca abriga o Cerro de los Siete Colores, que faz parte da Quebrada de Humahuaca, considerada um Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

De San Salvador de Jujuy, o voo sai às 19h45 e chega ao Aeroporto Internacional de São Paulo às 23h45. Decola de São Paulo às 07h35 e chega a Jujuy às 09h50. A duração média é de três horas. A operação é realizada em aviões Boeing 737-800 com 170 assentos.

Aeroporto Internacional Gobernador Horacio Guzmán – Crédito: Sylvia Barreto

Como é o voo?

O Viajar é Simples participou do primeiro voo que saiu de São Paulo com destino à Jujuy e, no mesmo dia, do voo que saiu de Jujuy e voltou para São Paulo. Há uma classe executiva com quatro lugares, sendo duas fileiras com duas poltronas em cada, elas estavam vazias. Na classe econômica, são duas fileiras de três poltronas.

Para comer, não há refeições quentes, apenas snacks por conta da pequena duração do voo. Na ida, o café da manhã foi um bolo de laranja e uma barra de cereais. Para beber, o passageiro podia escolher entre refrigerantes, água, café e sucos. Na volta, as bebidas foram as mesmas e para comer havia sanduíches de miga de presunto e queijo, que são bem tradicionais na Argentina, e alfajor.

O Aeroporto Internacional Gobernador Horacio Guzmán, também conhecido como Aeroporto de Jujuy, é pequeno. Na imigração há espaço apenas para dois funcionários, sendo assim, a fila é um pouco longa. Um ponto positivo do local é que o Wi-Fi funciona bem e é gratuito.

Poltronas do voo São Paulo-Jujuy – Crédito: Sylvia Barreto

 

O que fazer?

A Província de Jujuy tem quatro regiões: Quebrada de Humahuaca, Puna, Valles e Yungas. O Viajar é Simples visitou a Quebrada de Humahuaca, que fica a 95 quilômetros do aeroporto. A base é a cidade de Purmamarca com seu pequeno e charmoso vilarejo. Para se hospedar, as quatro regiões disponibilizam 11.000 camas, sendo que 60% delas estão na área da Quebrada de Humahuaca. De acordo com o ministro, o objetivo é dobrar a oferta hoteleira em dois anos.
O turista que for para Jujuy ainda pode combinar o destino com outros. Apenas 411 quilômetros separam a região da Quebrada de Humahuaca de San Pedro de Atacama, base para quem deseja conhecer o Deserto do Atacama. O turista também pode seguir do Atacama para o Salar de Uyuni, na Bolívia, ou ir direto de Purmarca para Uyuni, a 522 quilômetros. Em Purmamarca há locadoras de carro, como a Hertz, e agências de turismo receptivo que comercializam pacotes a partir de quatro noites para o Deserto do Atacama ou de três noites para a Bolívia.
Para comprar pacotes completos direto no Brasil, há opções em operadoras como Ancoradouro, Ambiental, Agaxtur, BWT, CVC, Flot, Flytour, Interpoint, MMTGapnet, New Age, Soultraveler, TGK, Uneworld, Venturas, Visual e Ylha Bela Operadora.

Vilarejo de Purmamarca – Crédito: Sylvia Barreto

Quer se hospedar em Purmamarca? Clique aqui!

Serviço

Site oficial de Jujuy: www.turismo.jujuy.gov.ar

Companhia aérea: www.aerolineas.com.ar/pt-br

*A repórter viajou a convite do Ministério de Cultura e Turismo de Jujuy e a Aerolineas Argentina


Booking.com

ENVIAR COMENTÁRIO

0 Comentários