Key West fica a 260 quilômetros de Miami - Crédito: Sylvia Barreto

Todas as dicas para ir de carro de Miami até Key West

por: Sylvia Barreto
22 de maio 2019

Viajar de Miami até Key West é uma das coisas imperdíveis para fazer nos Estados Unidos. É uma oportunidade única de vivenciar o estilo de vida da Flórida e ver umas das mais belas paisagens do país.

Key West é aquela pontinha do mapa dos EUA na área chamada de Florida Keys. De Miami, são cerca de 260 quilômetros que podem ser percorridos em uma viagem de carro de, aproximadamente, quatro horas.

A cidade tem aeroporto, mas, a viagem de carro é a mais bonita. A razão da beleza do caminho de Miami até Key West: a estrada no meio do mar. Isso mesmo, na verdade, essa pontinha da Flórida é formada por várias ilhas ligadas pela Overseas Higway com cerca de 180 quilômetros e 42 pontes.

A Overseas Highway tem 42 pontes – Crédito: Andy Newman Florida Keys News Bureau

Algumas pessoas que estão em Miami costumam ir até Key West de carro e voltar no mesmo dia. Dá para fazer, mas, se tiver tempo, vale a pena ficar dois dias inteiros no destino no mínimo.

Outra vantagem de fazer a viagem de Miami até Key West de carro com duração de dois ou mais dias é pode curtir a rodovia. Por conta da beleza do local, o ideal é fazer o trajeto com a luz do sol tanto na ida quanto na volta para poder observar bem os dois lados e ter paradas estratégicas em ambos os sentidos.

Alugando carro em Miami

Miami oferece uma boa oferta de locadoras de carros. Para quem quiser sair do aeroporto já com um veículo, é muito fácil.

O Viajar é Simples fez a viagem com carro Hertz, um Jeep Compass. No aeroporto de Miami tem várias placas indicando o prédio de locação de carros. É bem fácil chegar até ele.

Todas as locadoras estão concentradas em um único prédio e seus balcões de check-in ficam no mesmo andar. Após esclarecer toda a reserva, é hora de pegar o veículo.

O aeroporto de Miami tem uma área específica de aluguel de carros – Crédito: Rodrigo Barrionuevo

No caso da Hertz, quando finaliza o check-in, o cliente já sabe qual a vaga que estará seu carro. Basta se dirigir ao local indicado e fazer a retirada.

Para estacionar em Miami há vagas na rua e estacionamentos públicos com parquímetro. A maioria funciona digitando a placa do carro e pagando com dinheiro (moedas) ou cartão. O valor depende da região do destino, mas não costuma passar dos US$ 4 por hora.

A ida de carro de Miami até Key West

Saiba que pode pegar um pouco de trânsito na saída de Miami dependendo do horário. Haverá pedágio, os chamados “tolls” ao longo do caminho pelo menos até chegar a Overseas Highway e essa é sempre uma grande questão para quem aluga carro nos Estados Unidos.

O sistema de pedágio varia bastante no país, principalmente, de um Estado para o outro. Na Flórida há uma boa quantidade de pedágios de vários preços e, basicamente, os pagamentos em dinheiro acabaram.

As empresas de aluguel de carro, como a Hertz, oferecem um aparelho para que você passe direto nos pedágio. Como funciona? Todos os carros são equipados, você paga uma taxa por dia de uso e todos os pedágios caem no seu cartão de crédito, bem como o valor de utilização do aparelho.

A Hertz usa o Platepass, que é aceito em todos os pedágios da Flórida. Atualmente, o custo por dia de uso está US$ 5,95. O dia que não usar, não paga. Vamos supor que ficou com o veículo dez dias, mas só passou em pedágios em cinco dias, você só irá pagar esses dias de uso. Simples e fácil.

Visual de dentro do carro – Crédito: Rodrigo Barrionuevo

O trajeto de carro de Miami até Key West pode ter algumas variações até chegar na Overseas Highway dependendo daquilo que seu GPS indicar. Mas, no máximo, você vai pagar uns US$ 10 de pedágios na ida e o mesmo valor na volta.

Mais uma dica? Se o carro que alugou não tiver GPS acoplado, o ideal é usar um aplicativo como Google Maps ou Waze para fazer a rota. Para isso, é necessário ter sinal de internet móvel. Na viagem pela Flórida, o Viajar é Simples usou o chip Flexiroam, que pode ser usado em mais de 140 países. Leitor tem 10% de desconto com o código VIAJAR10 nas compras realizadas pelo site da empresa, basta clicar aqui para comprar o seu.

O combustível nos EUA tem um valor bem acessível. Na viagem de Miami até Key West ida e volta o gasto é, em média, de US$ 42. Claro que vai depender muito do carro que alugou também.

E como abastecer nos Estados Unidos? Bom, sempre é o motorista quem abastece. Caso queira pagar em dinheiro, é preciso entrar na loja de conveniência do posto, dizer a bomba que está, pagar e o funcionário vai liberar a máquina, tudo feito de longe. Na hora de colocar o combustível no tanque é a sua vez de agir.

Se optar pelo pagamento com cartões de crédito, é só passar o cartão na máquina que existe em cada bomba. O único porém é que na Flórida, em muitos postos, pedem o seu CEP brasileiro, o “zipcode”. Isso pode confundir um pouco e causar alguns erros, então é uma boa ter sempre um pouco de dólar na carteira caso seu pagamento com cartão fique complicado.

Curtido a Overseas Highway

Para curtir o visual, o ideal é fazer algumas paradinhas. Claro, se tiver menos tempo, não poderá fazer tantas paradas.

Só o visual de estar em uma rodovia sobre o mar já é incrível. Mesmo de dentro do carro, o visual é sensacional.

Observe as casas, muitas delas são suspensas, com várias vigas que as sustentam. Tudo isso é para que elas fiquem resistentes aos furacões e outras manifestações similares da natureza.

Há alguns bolsões e mirantes ao longo da rota, tanto na ida quanto na volta, que muitos turistas param para observar a vista. Um deles é em Big Pine Key em uma praia com uma pela ponte de ferro ao fundo.

Ponto imperdível de parada em Big Pine Key. A dica é parar na volta para Miami – Crédito: Rodrigo Barrionuevo

Caso vá com bastante tempo, pare para almoçar ou até para passar uma noite ou duas em algumas cidades, como: Key Largo, Islamorada ou Duck Key.

Aliás, se quiser parar para tomar café da manhã, almoçar ou jantar em um lugar bem tradicional e frequentado pelos próprios moradores, escolha o Mrs. Mac’s Kitchen com duas unidades em Key Largo.

Ao longo da Overseas Highway e sem vista para o mar, as unidades do Mrs. Mac’s Kitchen conquistam pela qualidade e autenticidade dos pratos. Iguarias da região podem ser provadas nele, como a garoupa, lagosta, caranguejo e a key lime pie. Os pratos são enormes.

Os restaurantes também servem sopas, carnes acompanhadas, pasmem, de arroz com feijão e os típicos e enormes hambúrgueres dos Estados Unidos. Não tem erro, é a parada certa para atender todos os tipos de paladares.

Boa parada para refeições no caminho: Mrs. Mac’s Kitchen – Crédito: Rodrigo Barrionuevo

Finalmente, Key West

A viagem de carro de Miami até Key West não vale a pena apenas pela bela estrada sobre o mar. A cidade onde viveu o famoso escritor Ernest Hemingway é mesmo incrível com suas praias de águas cristalinas.

Apesar das praias serem lindas, Key West é muito mais que isso. O destino tem diversas construções do século 19 em seu centro histórico, o que a deixa extremamente charmosa.

Ir até os principais pontos turísticos de Key West caminhando é fácil. A cidade tem alguns bolsões de estacionamento e algumas vagas são para turistas nas ruas, mas é preciso prestar atenção porque existem espaços reservados só para moradores. Nos locais que turistas podem estacionar sempre tem parquímetro.

Os parquímetros de Key West são um pouco diferentes daqueles de Miami. Eles aceitam cartões ou moedas e dependendo do crédito que coloca, aparece o tempo que pode ficar estacionado.

Quando o pagamento é finalizado, o parquímetro emite um comprovante com o horário final bem grande. Esse papel deve ser deixado no carro, de maneira que fique visível no para-brisa.

Comprovante do parquímetro em Key West que deve ser deixado no para-brisa do carro – Crédito: Sylvia Barreto

Quais passeios fazer em Key West?

Se você foi de Miami até Key West de carro, não saia de lá sem fazer um passeio de barco. As opções são variadas e para diversos fins.

Durante o dia, aposte em passeios de barco pela manhã ou logo após o almoço para fazer snorkeling. No Ferry Terminal e a Front Street há empresas que oferecem várias opções.

Os tours para passeio e uso de snorkeling de meio período custam ao redor de US$ 40 por adulto e o visual é paradisíaco, não deve nada para o Caribe. A equipe do Viajar é Simples usou a empresa Sebago Tour para esse tipo de passeio.

Quem quer mais aventura pode optar por mergulho com cilindro, aluguel de jet ski ou até parasailing, aquele passeio que uma lancha puxa uma ou duas pessoas que estão em um para-quedas apropriado para isso. É pura diversão! Apenas cheque primeiro os limites de peso.

Não deixe de fazer um passeio de barco com snorkeling incluso em Key West – Crédito: Rodrigo Barrionuevo

Reserve um fim de tarde para participar de uma tradição de Key West: o sunset sail. Várias companhias oferecem passeio de veleiro para ver o pôr do sol. É imperdível e bem romântico. As cores do entardecer com o mar são lindas.

A equipe do Viajar é Simples fez o passeio do pôr do sol com a empresa Classic Harbor Line. A empresa tem opção com duas horas de duração, petiscos, como salmão, e bebidas incluídas, como água, refrigerante, cerveja, vinhos e espumantes. O valor é US$ 96 por pessoa.

Aproveite a região do porto para fazer refeições nos restaurantes ao redor com vista para o oceano. Frutos do mar, como lagosta, são as estrelas por ali. E, não saia de lá sem provar a torta de limão tradicional de Florida Keys no Kermit’s Key Lime Pie. É diferente de todas que você já provou pelo mundo.

Caso não queira conhecer o centro histórico e todas as belezas de Key West caminhando, pode optar por uma forma bem tradicional: Old Town Trolley Tours. Em uma hora e meia de passeio os visitantes passam por 100 pontos de interesse. A responsável é a empresa Trolley Tours e tem ingressos a partir de US$ 34 por adulto.

Vista do pôr do sol em Key West em passeio de veleiro – Crédito: Rodrigo Barrionuevo

Como Ernest Hemingway foi um dos moradores mais ilustres do local, não deixe de visitar a casa dele, que também virou museu e para entrar o ingresso custa US$ 14 para adultos. A casa foi construída em 1851 e tem estilo colonial.

O escritor viveu na maior propriedade residencial de Key West por oito anos a partir de 1931. Sua segunda esposa, jornalista Pauline Pfeiffer, e os dois filhos do casal também viveram lá. Aliás, quando o escrito mudou para Cuba em 1940, o restante da família ficou no local.

Com piscina e um grande terraço, o local também abriga dezenas de gatinhos. Era um costume da família criá-los e eles acabaram se multiplicando ao longo dos anos. Os animais estão por toda parte e nas peças antigas de mobília espanhola também, Visitando os quartos, escritório ou a sala de jantar, alguns deles serão vistos com certeza.

Em frente à casa de Ernest Hemingway fica o museu Lighthouse & Keeper´s Quarters. O local abriga o farol de Key West construído em 1847 e com 25 metros de altura. A vista da cidade é linda. São 88 degraus até o topo.

Para completar o passeio, ainda tem um museu junto ao farol. Há vários objetos da época da construção e que remontam a história do local. O ingresso é US$ 10 por adulto.

O ponto continental dos EUA mais perto de Cuba fica em Key West – Crédito: Rodrigo Barrionuevo

Não muito longe da casa de Hemingway, fica o ponto dos EUA continental mais perto de Cuba, é o Southermost Point. Apenas 144 quilômetros separaram os dois destinos e é um ponto bem concorrido para tirar fotos.

Se você quiser que Key West te encante ainda mais, veja a cidade do alto. A Air Adventures oferece diversos tours de helicópteros a partir de US$ 69 por pessoa. Do alto é possível contemplar toda a beleza do mar de águas cristalinas.

As saídas são do aeroporto de Key West e tem estacionamento gratuito para os clientes. Fique atento, o limite de peso por pessoa é de 136 quilos. Existem opções de voo de cinco até 60 minutos.

Além de helicóptero, barco e trolley, quem visita Key West também tem opção de conhecer a cidade de moto ou de carrinho de golfe. Se quiser deixar o carro parado um dia, o destino oferece aluguel de vários tipos de veículo. Uma coisa é certa: de uma maneira ou de outra, você vai se apaixonar e querer voltar logo.

Suba os 88 degraus até o topo do farol de Key West – Crédito: Rodrigo Barrionuevo

Resolva sua viagem aqui

Gostou das dicas? Então ajude o Viajar é Simples a continuar produzindo esse tipo de conteúdo e faça suas reservas com nossos parceiros. Assim, o site ganha uma pequena comissão, você não paga nada por isso e nos ajuda.

Para reservar seu hotel, basta clicar aqui e fazer sua reserva pelo Booking.com. A equipe do Viajar é Simples ficou no Ocean Edge Resort, que é lindo, com várias piscinas e quartos espaçosos. Ele fica longe do centro por ser bem grande, mas tem transfer até o local. O link direto para reservas neste hotel está aqui.

Como você não vai querer gastar rios de dinheiro caso tenha qualquer imprevisto nos EUA, não deixe de ir com seguro viagem, só clicar aqui e rcomprar o seu seguro on-line no parceiro Affinity Seguro. Dá para parcelar nos cartões de crédito. Caso esteja viajando em família, selecione a opção “Cotar Plano Familiar” para ter preços ainda melhores.

Key West vista de helicóptero – Crédito: Sylvia Barreto

E, para não ficar desconectado é só usar o chip Flexiroam que funciona em 140 países, incluindo os EUA. Leitor do Viajar é Simples tem cupom de 10% de desconto. Clique neste link para saber mais.

Agora só está faltando alugar seu carro, não é mesmo? Que tal usar mais um parceiro Viajar é Simples e escolher o melhor preço comparando diversas locadoras? Clica aqui, vai.

Caso você vá estender sua viagem até Orlando, aproveita e compre os ingressos para os parques e outras atrações neste link e aproveite valores até 5% mais baixos que nos concorrentes.

Boa viagem!

Serviço

Sites oficiais
Keywestattractions.org
Fla-keys.com

Os valores dessa matéria foram checados em maio/2019. A equipe do Viajar é Simples, repórter e fotógrafo, teve apoio da Hertz e do Visit Florida nesta viagem.

ENVIAR COMENTÁRIO

1 Comentários