Gramado e Canela: as charmosas vizinhas da Serra Gaúcha

por: Sylvia Barreto
20 de Abril 2011

A Serra Gaúcha abriga cidades de estilo alemão e com influência italiana herdados desses imigrantes europeus. Os habitantes são educados e guardam as tradições de seus antepassados seja nas festas típicas ou nos costumes cotidianos. Gramado e Canela são separada por apenas cinco quilômetros e são municípios conhecidos não só pelas suas belezas naturais, mas pelo atendimento acolhedor ao turista. Conheça melhor cada uma delas.

Gramado: pedaço especial do Rio Grande do Sul
Uma cidade acolhedora. Essa é a primeira impressão que você terá de Gramado, localizada na Serra Gaúcha a 115 quilômetros de Porto Alegre. A pequena cidade tem arquitetura bávara e flores, principalmente hortênsias, são encontradas pelas ruas. Se for inverno, prepare os casacos, a temperatura é baixa na região. Mas também deixe um espaço na mala para fazer compras por lá, há diversas lojas que vendem roupas, bolsas e botas direto dos fabricantes.
Gramado soube se destacar e conseguir fama não só por suas belezas naturais, mas pelos seus eventos, é o caso da Chocofest, para comemorar a Páscoa, o Festival de Cinema de Gramado, que reúne celebridades, o Festival de Turismo, um dos mais importantes do país para o setor, ou o Natal Luz com shows e apresentações pelas ruas. Assim é Gramado, uma cidade que pode ser fria no inverno, mas que tem o turismo aquecido o ano inteiro. E, para começar, a população é educada, se for atravessar a rua, não se preocupe, é só ficar perto da faixa de pedestres que os motoristas irão parar para que passe.
A cidade tem dois pórticos de entrada para os visitantes que chegam por caminhos diferentes. Ambos são em estilo bávaro e rodeado por flores, assim, o turista já sabe que acaba de entrar em um pedacinho pecualiar do Rio Grande do Sul. Um passeio pela Avenida das Hortênsias desacortina o Vale do Quilombo, uma bela visão a 850 metros de altitude da geografia da região.

Caminhando por Gramado
Em Gramado, o tour pelos locais mais importantes será rápido, um dia é o suficiente. É até possível fazer tudo caminhando. Comece pela Avenida Borges de Medeiros. No local, a Igreja São Pedro irá se destacar por sua estrutura montada em pedra basáltica e vitrais com imagens sacras. A torre tem 46 metros de altura. Logo ao lado, verá o Palácio dos Festivais – Cine Embaixador. Ele é sede de exibição dos filmes participantes do Festival de Cinema de Gramado – cinema latino e brasileiro. No período do evento recebe artistas consagrados dos mais distintos lugares do mundo e lança no mercado filmes de curta, média e longa metragem, que concorrem ao prêmio denominado “Kikito”. Pare para comprar uma pipoca pelo menos, os sabores são vários, como cheddar ou chocolate.
Do Palácio dos Festivais, basta atravessar a rua que já encontrará outro ponto turístico, a Rua Coberta,
cenário de eventos e apresentações que liga a Av. Borges de Medeiros e a Rua Garibaldi. É reduto de lojas e restaurantes e fica enfeitada com luzes na época do Natal, assim como o restante da cidade.
E, já que você estará na Borges de Medeiros, passe pela Praça Major Nicoletti, inaugurada em 1936 e reinaugurada em 2003. A praça compõe, com a Igreja Matriz São Pedro e o Palácio dos Festivais, um dos cenários mais característicos da cidade.
Ainda na Borges de Medeiros, ao lado da rodoviária da cidade, fica a Casa do Colono. Delícias, como diversos tipos de queijos, geléias, pães e cucas, feitas na zona rural da cidade são encontradas no local. Para encerrar o tour, vá até o Lago Negro, outro ponto turístico. Caminhando, da Casa do Colono até lá são vinte minutos. O Lago Negro fica na Rua A J Renner e inicialmente chamava-se Vale do Bom Retiro. Após um incêndio que arrasou a imensa mata existente na região, Leopoldo Rosenfeldt construiu o lago, decorando suas margens com árvores importadas da Floresta Negra da Alemanha, daí seu nome, Lago Negro. Suas águas são profundas e de um verde escuro carregado, refletindo o alto dos pinheiros que se alternam com o colorido das azaléias no inverno e o azul das hortênsias no verão. Por toda sua margem existe um passeio florido, podendo-se andar a pé ou de bicicleta. Porém a maior atração fica por conta dos pedalinhos, que dão ao lago um alegre e movimentado colorido.

Atrações temáticas de Gramado
Gramado conta com algumas atrações e parques temáticos. Um deles fica no Parque Knorr, é a  Aldeia do Papai Noel, na Rua Bela Vista, 353.  Ideal para ir com crianças, o local tem Árvore dos Desejos, Chalé dos Ursos, Fábrica de Brinquedos, além da primeira casa da região em estilo bávaro, datada de 1940, toda decorada com motivos natalinos, onde hoje mora o Papai Noel. Dentro do parque está o mirante de onde pode ser apreciada a melhor vista do Vale do Quilombo. A entrada custa R$ 14, idosos pagam meia e crianças até 120 centímetros pagam R$ 10.
Bem ao lado da Aldeia do Papai Noel, no Parque Knorr, fica o Greenland. É uma área de preservação ecológica com caminhos suspensos entre árvores nativas e uma ponte pênsil sobre um lago.
O visitante tem a oportunidade de contato com a natureza e de observar o lago com lodo terápico. E ainda contato com os animais, como cabras e pôneis.
Outra atração que encanta crianças e adultos, é o Mini Mundo, que fica na Rua Horácio Cardoso, 291. É uma cidade inteira de brinquedo ao ar livre. São miniaturas de construções existentes em diversas partes do mundo. Tudo é feito no local e as obras são 24 vezes menores que os prédios originais. A entrada custa R$ 14, sendo que crianças até 120 centímetros de altura e idosos pagam meia.
No número 5507 da Avenida das Hortências, fica o Museu de Cera Dreamland. São mais de 50 astros de cinema e personalidades distribuídos em 18 cenários diferentes. O visitante poderá ver réplicas não só de pessoas famosas, mas também de personagens, como Harry Potter, Bart Simpson, Shrek e até um representante em cera do filme Avatar. Adultos pagam R$ 10 a entrada, crianças menores de sete anos não pagam, as maiores pagam R$ 15 e idoso R$ 10.

Descubra a pequena e charmosa Canela
A poucos quilômetros de Gramado, fica a charmosa cidade de Canela. Há ônibus intermunicipais que ligam os dois municípios e o trajeto entre uma e outra dura por volta de meia hora, no máximo. Se Gramado é requintada, Canela tem ares de interior. O movimento é menor, mas as belezas são inúmeras. É o caso da Cascata Caracol, principal ponto turístico do local. É uma queda livre de 131 metros. Fica no Parque Caracol. Ele conta com jardins em área repleta de vegetação e animais das mais variadas espécies.
Do mirante no parque, a Cascata e o vale, dali é possível fotografar, filmar ou somente observar. A vista da queda d´água pode ser apreciada ainda por uma trilha, para quem quer uma lembrança do local em ângulo diferente. Mas quem quiser ter mesmo uma visão única da cachoeira tem que preparar o fôlego e calçar um bom par de tênis se optar por descer a Escadaria Perna Bamba construída em ferro, com 700 degraus em uma caminhada de aproximadamente 40 minutos.
Dentro do Parque do Caracol, há ainda a possibilidade de fazer passeio de trem, conduzido pelo maquinista, carinhosamente conhecido como Zé do Apito. O passeio narra um pouco da história da imigração, das primeiras vagens de trem pela região e a importância da preservação da natureza.
A região também pode ser conhecida do alto por quem optar pelo passeio de teleférico. Ele fica em uma área de preservação do vale onde a natureza é abundante. Durante toda a descida até a base, o visitante tem vista frontal da Cascata Caracol.  Os visitantes têm a oportunidade de desembarcar nas extremidades que possuem mirantes com vista para o cânion local e o Vale da Lageana. O percurso completa custa R$ 20 para adultos, idosos pagam metade, estudante pagam R$ 15 e crianças de até seis anos não pagam.
Atividades radicais e divertidas também podem ser encontradas em Canela. A poucos minutos do centro da cidade, fica o Alpen Park. Oferece atrações para a família inteira, como passeio de trenó, cinema 4D, quadriciclo, tirolesa e rapel. Cada um tem o seu valor, por exemplo, a tirolesa custa R$ 22 por pessoa, já o passeio de trenó de um adulto com uma criança de seis a 10 anos, sai por R$ 23.

Desfrute as delícias gastronômicas da Serra Gaúcha
Em suas serras, Canela guarda as delícias da gastronomia local, influenciada pelos colonos alemães. Um local tradicional e que oferece doces típicos é o Castelinho Caracol. Em uma residência construída em madeira araucária entre 1913 e 1915, a casa de família se transformou em museu e salão de chá. Experimente as geleias feitas com frutas da estação, um waffle quentinho e não deixe de provar a especialidade, a Apfelstrudel (torta de maçã) acompanhada de nata ou sorvete de creme, uma das melhores do Estado.
Para provar um típico vinho gaúcho, Canela tem a vinícola Jolimont. Ela fica no Morro Calçado e foi fundada no ano de 1948 por três técnicos franceses. A região escolhida foi batizada como Vale do Jolimont. É permitido fazer visitas, conhecer como os vinhos são fabricados e ainda comprar os produtos a preço de fábrica. Já às margens da estrada do Morro Calçado, os amantes da cachaça encontram seu reduto. Trata-se do Alambique Flor do Vale, com produção artesanal da bebida. Tem visitação à fábrica, restaurante, empório e parque com rios e cachoeiras.

No inverno, aproveite o festival Sabores de Canela
No centro da cidade, no Laje de Pedra, na zona rural, na estrada que leva ao Parque Caracol, enfim, por todos os cantos de Canela se sentirá aroma e sabor da especiaria que dá nome a cidade. São 13 das principais casas gastronômicas de Canela, que se uniram para realizar este roteiro inédito e exclusivo, de 28 de maio a 13 de junho próximo, antecipando a temporada de inverno canelense.
Cada um dos restaurantes participantes vai criar pratos diferentes, desde entradas até sobremesas, especialmente para o evento, todos com sabores e aromas da especiaria canela, além de seguirem oferecendo seus cardápios tradicionais.
Carnes exóticas, camarão, salmão, trutas, bacalhau, risotos e até cuscus serão as sugestões dos chefs dos restaurantes envolvidos, tudo com aroma de canela e muita canela em pó e em casca, acompanhados de outros pratos e bebidas harmonizadas.
Veja o que cada restaurante preparou:
Churrascaria Espelho Gaúcho: Conra Filé de Cordeiro ao molho de hortelã e Canela;
Cucina del Bosco: Risoto com ragu de coelho aromatizado com Canela;
Dalla Restaurante: Salmão so perfume de Canela com purê de mandioquinha;
Empório Canela: Mignon de Cordeiro ao molho de Canela com couscous provençal;
Hotel Laje de Pedra: Envoltine de javali ao molho de Canela guarnecido com ghinocho e purê de castanhas;
Olímpia Restaurante: Panquecas de Maçã com Canela;
Restaurante Piccolo Paradiso do Xico: camarões flambados, creme de leite com Canela e amêndoas picadas, com arroz aromatixado com laranja;
Casa da Serra Restaurante: Codorna Rôti, Canela e pêra com polenta mole aromarizada;
Restaurante Flor do Vale: Truta crocante com Canela;
Hotel Continental: Carrê de suíno com Canela;
Resturante República do Fondue: Filé Mignon ao molho madeira com Canela em casca, batata sauté e aspargos no vapor;
Restaurante Tucano: Bacalhau crocante com Canela;
Ristorante Rosin: Peleta de cordeiro com Canela.

A Jacqueline foi e gostou
A paulistana Jacqueline Barbosa conta sua experiência nas Serras Gaúchas

Em janeiro de 2010 fui passar uma semana em Gramado. Eu não conhecia a cidade e fui sozinha já que meus amigos iriam para o nordeste do país e eu queria uma experiência no sul. Comprei um pacote da CVC de sete noites e fiquei hospedada no Hotel Serrano, o qual gostei muito. Também conheci muitas pessoas na excursão que me acompanharam nos passeios da semana.
Visitei toda a cidade de Gramado, fui aos principais pontos turísticos, como Mini Mundo e o Lago Negro. Ambos imperdíveis. Fui ao Museu de Cera e também ao parque Aldeia do Papai Noel. Visitei, ainda, Canela e a Cascata Caracol, que é um dos locais que achei mais bonito no Brasil. O dia que passei em Canela visitei ainda a Vinícola Jolimont. Comprei muitos vinhos e suco de uva natural. Até pedi que entregassem alguns produtos na minha casa em São Paulo (SP). O pedido chegou rápido. Também fui ao Castelinho Caracol com toda sua tradição e doces que fazem qualquer um abrir o apetite.
Fui a outras cidades da Serra Gaúcha, como Caxias do Sul. Para mim, que sou católica, a visita a Igreja de São Pelegrino foi sensacional. Lá há obras de arte por todos os lados como uma réplica da Pietà de Michelangelo doada pelo Papa Paulo VI. Enfim, a semana foi ótima, com muito vinho, comidas alemãs e as lindas flores de Gramado.

Informações turísticas

Gramado
Prefeitura Municipal de Gramado
www.gramado.rs.gov.br
Canela
Secretaria de Turismo, Esporte e Cultura de Canela
www.canela.rs.gov.br

Quem leva

Ônibus – Citral
A companhia de ônibus Citral tem transporte da capital, Porto Alegre, até Gramado ou Canela. Há saídas o dia todo e as passagens custam a partir de R$ 21,90.
Informações: www.citral.tur.br

Onde Comer

Fritz Haus – Gramado
O restaurante localizado no coração de Gramado, na Avenida Borges de Medeiros, tem pratos típicos da culinária alemã, garçons vestidos de forma típica e música tradicional. Informações: www.fritzhaus.com.br

Skillo Lanches – Gramado e Canela
Lanches, pratos rápidos e milk shake. Quem quer uma refeição rápida e saborosa, tem a opção do Skillo Lanches em ambas cidades. São mais de 20 tipos de lanches, uma invenção da casa é o X Coração. Informações: www.skillolanches.com.br

Onde ficar

Pousada do Viajante – Canela
O albergue filiado à Hostelling International fica em frente à rodoviária de Canela e a poucos passos da principal avenida. Os quartos são aconchegantes e há áreas de convivência nas quais os hóspedes podem confraternizar, ver televisão ou acessar a internet. O café da manhã, com bolos e pães caseiros, pode ou não estar incluso na diária, dependendo da opção do hóspede. Tarifas a partir de R$ 30 sem café da manhã ou a partir de R$ 36 com a refeição matinal. Informações: www.pousadadoviajante.com.br e (54) 3282 2017

Pousada Belluno – Gramado
Lançada em dezembro de 2010, a Pousada Belluno fica no centro de Gramado perto das principais atrações da cidade. Tem apartamentos com calefação e água quente, internet sem fio e café da manhã estilo colonial com iguarias típicas da região feitas no local. Diárias para abril (exceto Páscoa), a partir de R$ 270 o casal. Informações: www.pousadabelluno.com.br e (54) 3286 0820

Hotel Rita Höppner
Do mesmo grupo do Parque Mini Mundo, quem se hospeda no hotel, ganha uma entrada para o local. Há opção de hospedagem em quartos ou chalés. As diárias incluem café da manhã e chá da tarde com as delícias da região. Diárias para o casal a partir de R$ 225 no chalé luxo na biaxa temporada (exceto feriados). Informações: www.minimundo.com.br e (54) 3286 1334

Pacotes

MGM Operadora
A MGM oferece pacote de quatro noites para Gramado com saídas de Curitiba. Inclui hospedagem na Pousada Encantos do Sul com café da manhã, passagens aéreas,  city tour regular: tour Gramado e Canela Cultural (almoço e ingressos nas atrações não inclusos); tour Vale dos Vinhedos com almoço (opcional Trem Maria Fumaça); tour Alemão em Nova Petrópolis e compras em Gramado e Canela. A partir de R$ 570 por pessoa no mês de abril (exceto feriados). Informações: www.mgmoperadora.com.br e (41) 2104-6400

Azul Viagens
A Azul Viagens tem pacote de quatro noites para a Serra Gaúcha com hospedagem no Hotel Toscana Gramado. Saídas de Campinas (SP), inclui passagens aéreas, estadia com café da manhã e traslados de chegada e saída. A partir de R$ 840 por pessoa até dia 30 de junho, exceto feriados. Informações: www.voeazul.com.br e 0800 880 2985

 

ENVIAR COMENTÁRIO

0 Comentários