Hopi Hari inicia 10ª edição da Hora do Horror com muitas novidades

por: Sylvia Barreto
14 de agosto 2011

As luzes do Hopi Hari se acendem e de um instante para o outro o parque é tomado por pessoas deformadas. Elas sofreram mutações genéticas em um laboratório e transmitem um vírus altamente contagioso através de mordidas. É possível visitar esse laboratório e ver como tudo aconteceu, e claro, levar muitos sustos. Mas calma, tudo isso é só uma brincadeira e faz parte do tema Epidemia da 10ª edição da Hora do Horror, que começou na noite do dia 13 de agosto.
Até 14 de outubro, quem visitar o Hopi Hari terá a oportunidade de participar da Hora do Horror. “Por pesquisa no Brasil e em outros países, identificamos que por fatos recentes, como o surto de gripe A, por exemplo, o que tem causado mais medo nas pessoas são os vírus, então surgiu esse tema”, contou Marcos Zambelli, gerente de conteúdo do parque no primeiro dia do evento.
Seguindo o tema, a Epidemia tem diversas fases de degeneração humana. Portanto, pelo parque haverá mais de 100 personagens com apenas pequenas deformações e outros que parecem literalmente cair aos pedaços de tão deformados. “Usamos próteses, algumas importadas, para que o resultado ficasse o mais próximo possível do real”, enfatizou Zambelli. O resultado deu certo, personagens com feridas, cortes e queimaduras é o que não falta depois que escurece no Hopi Hari.
A Hora do Horror é o evento no qual o parque mais investe, só na edição de 2010 foram R$ 7 milhões.O público esperado é de 700 mil pessoas até 14 de outubro. Todos esses números transformam a Hora do Horror no maior acontecimento do gênero na América Latina. E, segundo a gerente de marketing do parque, Cristina Tuna, todo o tema passa longe dos clichês. “Nós trabalhamos com o horror, que envolve medo e suspense. Não é terror, porque ele é responsável pelos protótipos e os clichês, que não usamos. Mexemos com o imaginário de adultos e crianças”, ressaltou ela. Cristina acrescenta que tudo foi feito para que os visitantes se sintam em uma história de real perseguição.
Os visitantes que quiserem enfrentar seus medos no Hopi Hari terão que estar preparados e com coragem. Na 10ª edição, há três túneis, um deles o Laboratório, que são verdadeiros labirintos nos quais há mudança de temperatura em alguns ambientes e até jorros de água. A diversão da Hora do Horror começa às 18h30 nas áreas de Mistieri e Wild West, sendo quem em Wild West há um show de abertura e outro de encerramento, que acontece às 20h45.
Além de todas as atrações de horror, durante o evento, a montanha-russa Montezum é transformada em Direversi.Até 14 de outubro, ela faz todo o seu trajeto de ré. Imperdível! Até 14 de outubro, o parque fica aberto até às 21h00 e não é cobrado nenhum valor além do ingresso comum para participar da Hora do Horror.

Saiba detalhadamente como são os três túneis da Hora do Horror 2011

Laboratório
Quem já esteve em um laboratório clandestino? Cientistas não aceitaram o fracasso e deram continuidade a experiências genéticas, incredulamente usando seres humanos sequestrados na rua. Tudo saiu do controle e o local foi transformado em um verdadeiro covil de infectados. Em uma sala congelante, o visitante deverá desviar de enormes casulos onde estão encubadas as terríveis criaturas. No crematório de evidências, sentirá o calor e o desespero de quem ainda tenta sobreviver e, na sala de cobaias, deverá ter cuidado com a fúria dessas terríveis criaturas e torcer para sair de lá sem se tornar uma delas.

Expresso do Horror
Um trem expresso foi brutalmente invadido por criaturas em estágio avançado de contaminação. Descarrilado, ele está prestes a explodir e o caos se espalha por todos os vagões. Será que ainda há sobreviventes? Aqui, o visitante poderá testar sua sorte e passar imune pelo vagão de jogos e ainda percorrer pelo vagão-dormitório, onde ninguém mais irá dormir em paz. Quem passar pelo restaurante destruído deve redobrar o cuidado para não entrar para o cardápio! Ao final do trem, o visitante continuará percorrendo a pé um túnel escuro, num desafio às sensações do medo que estão no local.

Refúgio do Medo
Era para ser o lugar mais seguro do planeta, porém, um soldado infectado acabou fragilizando todo o sistema de segurança, transformando a fortaleza no local mais perigoso e vulnerável em que qualquer visitante poderia estar. Se chegar até lá, talvez ele não consiga passar pelo setor de armadilhas. Mesmo se a fome apertar, jamais o visitante deverá confiar no cozinheiro. E por fim, se for contaminado, ele não poderá contar com a enfermeira de plantão!  

Hotsite
Para que todos possam curtir o evento com maior intensidade, a Hora do Horror começa em casa. No hotsite www.horadohorror.com.br todos os visitantes são desafiados diariamente a serem contaminados por Epidemia. Para ficar por dentro de todas as novidades, dos jogos e enigmas da Hora do Horror 2011 é só se cadastrar no site e seguir o Hopi Hari no Twitter (@hopihari). E, quem se cadastrar na Sociedade dos Infectados, jogo do hotsite, concorre a visitas a uma atração exclusiva no parque.

Infraestrutura
Localizado a 15 minutos de Campinas e meia hora de São Paulo, o Hopi Hari conta com completa infraestrutura. Possui cinco regiões temáticas (Kaminda Mundi, Infantasia, Aribabiba, Wild West e Mistieri) distribuídas em 760 mil metros quadrados. Conta com um dos teatros mais modernos de São Paulo, um bar show, cinema 3D, simuladores, 10 lojas e jogos de diversão. Foi eleito pelo 9º ano consecutivo o Melhor Parque Temático do Brasil, por leitores da revista Viagem e Turismo, da Editora Abril. O parque oferece 58 atrações para todas as idades, além de mais de 60 pontos de alimentos e bebidas, bebedores, enfermaria, sanitários, fraldários, área específica para amamentação, estacionamento para 5 mil veículos e telefones.

Serviço
Hora do Horror – Epidemia
Onde: Hopi Hari – Rodovia dos Bandeirantes, km 72 / Vinhedo – São Paulo.
Quando: 13 de agosto a 14 de outubro, das 11h às 21h. Consulte dias de abertura em www.hopihari.com.br
Preço: R$ 69 (antecipado) e R$ 79 (bilheteria).
Onde comprar passaporte antecipado: Telemarketing 0300 789 5566, no site www.hopihari.com.br ou nos representantes autorizados em todo o Brasil.
Gratuidade: Crianças com até 1 metro de altura e adultos a partir de 65 anos.
Estacionamento: R$ 30 (carros e vans) e R$ 25 (motos – incluindo serviço para guardar capacetes).
Transporte: O parque sugere serviço de transporte que parte de diversos pontos da Capital e da Grande São Paulo, de Campinas, Jundiaí, São José dos Campos, Ribeirão Preto, Baixada Santista, Rio de Janeiro e outros estados. Consulte o site para obter informações sobre pontos de partida, horários e valores.
Pacotes: Há pacotes especiais que incluem hospedagem, transporte (aéreo ou rodoviário) e passaportes Hopi Hari que partem de todos os estados do Brasil. Informações: turismo@hopihari.com.br

 


Fatal error: Call to undefined function get_gallery() in /home/storage/e/78/3e/viajaresimples/public_html/wp-content/themes/viajar_simples/single-news.php on line 69