Ponta do Corumbau - Crédito: Rodrigo Barrionuevo (drone DJI)

Dois hotéis incríveis para lua de mel na Bahia

por: Sylvia Barreto
8 de novembro 2018

Que tal ter toda a beleza da Bahia, o sol, as boas vibrações e ainda curtir momentos de romance  durante a lua de mel em lugares tranqüilos? O Estado tem quase 565.000 km², é um pouco maior que muitos países, como a Espanha. Em tanto território, alguns lugares são escondidos, bem diferente daqueles mais conhecidos pelo público e são ideais para casais que querem uma viagem bem romântica. É o caso de Arraial d´Ajuda, distrito de Porto Seguro, e de Corumbau, vila de pescadores de Prado.

A equipe do Viajar é Simples ficou hospedada em dois hotéis, um em cada destino mencionado. Ambos são acessíveis a partir do aeroporto de Porto Seguro, cidade conhecida pelo agito, mas não se preocupe, Arraial d´Ajuda e Corumbau deixaram as atrações e praias lotadas de fora de seus limites, isso fica para os vizinhos mesmo.

Vista do Maitei Hotel – Crédito: Rodrigo Barrionuevo (com drone DJI)

Arraial d´Ajuda – Maitei Hotel

Vista linda, conforto e a poucos passos do centrinho de Arraial d´Ajuda é o que encontra o hóspede do Maitei Hotel. O empreendimento tem apenas 17 apartamentos todos equipados com banheira de hidromassagem, ideais para lua de mel. A vista da praia de Mucugê completa o cenário e muda ao longo do dia conforme a maré sobre e desce. Alguns quartos são de frente para o mar e outros não, mas é só ir até as áreas comuns, como o restaurante, para ter o oceano azul ao alcance dos olhos.

O Maitei Hotel é propício para quem quer uma lua de mel bem romântica e tranquila e, ao mesmo tempo, perto de bons atrativos. Como só aceita crianças com mais de 12 anos, não é tão comum ver grandes famílias hospedadas, o foco é mesmo os casais apaixonados que querem curtir momentos de lazer nas duas piscinas panorâmicas, na praia ou no aconchego do quarto, que tem camas bem confortáveis.

Uma das piscinas do Maitei Hotel – Crédito: Sylvia Barreto

A menos de cinco minutos de caminhada do Maitei fica o centrinho do vilarejo com opções gastronômicas diversas, como comida japonesa, italiana, brasileira, dentre outras, e várias lojas, principalmente, de moda praia. Além disso, existem agências que oferecem passeios pela região. O hotel também tem seu restaurante com um menu enxuto, mas bem variado. O café da manhã é incluso e tem várias delícias fresquinhas e preparadas no local.

Praia linda é o que não falta em Arraial d´Ajuda. A menos de dez minutos de caminhada do hotel, fica a Praia de Mucugê, é só descer a rua. Apesar de bonita, ela costuma ser mais agitada e ter muitos vendedores, então, no próprio Maitei os funcionários recomendam para quem quer mais tranqüilidade seguir para as próximas praias, que são: Parracho, Pitinga, Taipe, Lagoa Azul, Apaga Fogo e Araçaipe. Para ir caminhando, o máximo sugerido é até ir até Pitinga, que tem águas bem claras e calmas, uma boa faixa de areia e barracas bem estruturadas que servem desde petiscos até refeições. Tem estacionamento no local. A Praia do Parracho, que fica entre Mucugê e Pitinga, é mais badalada, inclusive com espaços para os pombinhos que não só querem passar a lua de mel em Arraial, mas também casar na praia!

Começo de noite em Arraial d´Ajuda – Crédito: Rodrigo Barrionuevo

O Maite Hotel tem banheiras de hidromassagem em todos os quartos – Crédito: Rodrigo Barrionuevo

Vista da piscina panorâmica – Crédito: Sylvia Barreto

O serviço especial de lua de mel do Maitei Hotel oferece muitos mimos ao casal. Inclui um drinque de boas-vindas servido no apartamento ou na área social do hotel, decoração no apartamento com flores e velas, um jantar com bebida não alcoólica, uma massagem de 60 minutos no spa para cada pessoa, uma cesta de frutas e uma garrafa de espumante Chandon.

Casamento com o Maitei – Para aqueles que quiserem casar em Arraial d´Ajuda, o hotel oferece a Casa Maitei, localizada na praia de Araçaípe. Além de ter toda a estrutura da casa para hospedagem, ela ainda oferece espaço para casamentos de frente para o mar. Oferece cinco suítes, piscina, academia de ginástica, tudo bem distribuído em uma área de mais de 5.000 m².

Como chegar a partir de Porto Seguro: o Maitel Hotel está a apenas 9 quilômetros do Aeroporto de Porto Seguro. É possível alugar um carro no aeroporto ou ir de táxi. No trajeto, é preciso atravessar o Rio Buranhém de balsa, o valor por veículo de passeio varia de R$ 17,60 a R$ 21,70 dependendo do dia e horário. Caso não alugue um carro no aeroporto e mude de ideia no vilarejo, há aluguel disponível no centro de Arraial d´Ajuda.

Praia de Pitinga – Crédito: Sylvia Barreto

Quarto com vista para o mar no Maitei Hotel – Crédito: Rodrigo Barrionuevo

Serviço
Maitei Hotel
Estrada do Mucugê, n 475 -Arraial d’Ajuda (BA)
Site: www.maitei.com.br ou faça sua reserva aqui
Diárias a partir de R$ 715
(73) 3575 3799 / (73) 3575 3877

Corumbau – Vila Naiá

Coqueiros por todos os lados, mar azul e calmo e areia fofinha. Quase uma ilha deserta, Corumbau é um paraíso escondido no sul da Bahia, a 188 quilômetros de Porto Seguro, e que faz parte de Prado. Porém, não é uma ilha, apenas uma vila de pescadores das mais afastadas do centro da cidade, são 88 quilômetros. Para que local se mantivesse protegido e que apenas os moradores pudessem explorá-lo para subsistência, tornou-se Reserva Extrativista Marinha (Resex) de Corumbau, uma área de cerca de 90.000 hectares, nos anos 2.000. E é em uma fazenda neste cenário que está inserido o hotel Vila Naiá.

Parte da Praia de Corumbau em frente ao Vila Naiá vista do alto – Crédito: Rodrigo Barrionuevo (com drone DJI)

Além de ser uma Resex, o acesso não é dos mais fáceis por via terrestre. Há uns bons quilômetros de caminho sem asfalto seja qual for o roteiro feito. Se a rodovia for a opção escolhida, será quase impossível não reparar no Monte Pascoal, primeiro pedaço de terra avistado por Pedro Álvares Cabral e que hoje faz parte do Parque Nacional e Histórico do Monte Pascoal, com acesso aberto ao público. É por isso que a região é conhecida como Costa do Descobrimento.

A energia elétrica chegou por lá há menos de duas décadas, mas nenhum empecilho é suficiente para barrar um hotel com excelente atendimento, o Vila Naiá. Em uma área de 50.000 m² e apenas oito acomodações, o empreendimento se destaca pelas boas instalações, serviço e, claro, pela natureza exuberante e praticamente intocada.

Em Corumbau são 15 quilômetros de praia. Moram cerca de 2.000 pessoas em todo o vilarejo e são poucos os hotéis e pousadas. Esse conjunto faz com que a faixa de areia seja praticamente deserta mesmo durante o verão. Os meios de hospedagem perto da praia são poucos. O Vila Naiá está longe da parte mais movimentada, a Ponta do Corumbau, e por isso oferece uma estrutura na praia para cada acomodação e serviço de bebidas e petiscos.

O Vila Naiá fica em uma fazenda à beira-mar – Crédito: Rodrigo Barrionuevo (com drone DJI)

Aliás, o serviço no Vila Naiá não poderia ser melhor. Como tem poucas acomodações, os funcionários conhecem os hóspedes pelo nome e vice-versa. Natalina, Marquinhos e Diego são alguns deles, sempre preocupados se a comida está boa, se o cliente precisa de alguma coisa ou se consegue fazer um passeio. São pessoas da região e extremamente simpáticas, três dias ali e se tornam amigos. As casas parecem moradias locais, construídas com madeira redescoberta e forradas com taubilhas produzidas de forma tradicional. A decoração e o espaço de cada casa são únicos, realçando o conceito de exclusividade. Todas contam com Wi-Fi, TV, DVD, ventilador, ar condicionado, mosquiteiro, minibar, cofre e telefone.

Cada suíte tem uma cor e diversos ambientes, com destaque para a ventilação, que é um dos pontos altos do projeto: todos os quartos têm janelas em pontos cardeais opostos para dar passagem à brisa que sopra do mar. As suítes também contam com Wi-Fi, ventilador, ar condicionado, mosquiteiro, minibar, e telefone.

Café da manhã no Vila Naiá – Crédito: Rodrigo Barrionuevo

Os casais apaixonados em lua de mel no Vila Naiá já começam o dia sendo mimados, não só eles, mas todos os hóspedes. O café da manhã é um banquete com tudo fresquinho. Os colaboradores dão algumas opções e é só escolher, sempre tem um bolo fresco, pães de queijo quente, frutas cortadinhas, geléias e ovos, além de sucos naturais de outras bebidas. Barulho? Só a música ambiente e o cantar dos pássaros. Logo depois do café, as opções de almoço e jantar do dia são apresentadas. Como a equipe é enxuta, quem for fazer as refeições por ali precisa avisar e fazer as escolhas cedo. Sempre há opções vegetarianas, com peixe e carnes. Os valores são justos e tudo é muito saboroso, vários ingredientes são plantados no próprio local e o cardápio muda diariamente. Há também a possibilidade de montar uma tenda para jantar na praia com fogueira.

A praia em frente é extremamente tranquila e na maré baixa dá para andar por muitos metros mar adentro. O Vila Naiá tem também uma grande piscina. A vila só fica um pouco mais movimentada na Ponta do Corumbau. Pertinho da Ponta, estão alguns restaurantes com comida típica, uma igrejinha e uma vendinha. Aliás, o comércio por ali é bem limitado, então não é bom esquecer nada porque ou não vai achar ou talvez seja caro. Um item bem importante é o repelente, por ser uma região bastante preservada, tem insetos abundantes.

Quarto de uma das casas do Vila Naiá – Crédito: Sylvia Barreto

Um pouco para frente da Ponta do Corumbau fica o local no qual o rio que dá nome ao vilarejo encontra o mar. É uma delícia aproveitar a maré baixa para se banhar também na água doce. Quem atravessar o rio de canoa (R$ 5 por pessoa cada trecho) chega à área que pertence a Porto Seguro e a apenas 14 quilômetros de outro vilarejo paradisíaco, Caraíva. Tem passeios de buggy que levam até a entrada de Caraíva por R$ 300 ida e volta para até quatro pessoas. O caminho é todo por reserva indígena que abriga índios pataxós.

Por ser um pouco afastado de centros urbanos, Corumbau oferece poucas opções de passeios, e também não dá muita vontade sair do paraíso. Além da ida até o vilarejo de Caraíva, outra opção é ir com os pescadores ver os corais de Itacolomi. A barreira natural, além de manter a praia local tranqüila, é uma ótima opção para quem quer observar muita vida marinha. Os profissionais ficam na Ponta do Corumbau. O ideal é conversar com eles e combinar o passeio de acordo com a maré. O trajeto leva menos de meia hora e os visitantes ainda podem passar um tempinho apreciando peixinhos e corais de snorkel.

Corumbau é protegida por uma barreira de corais – Crédito: Rodrigo Barrionuevo (com drone DJI)

As noites em Corumbau também são inesquecíveis. Se pegar um período de lua cheia, vai ver a praia bem iluminada mesmo durante a noite. A energia nesses momentos é enorme. Aliás, em todo sul da Bahia dizem que tudo que acontece em Corumbau “tem mais força”, então começar a vida de casado por lá só pode ser um bom agouro.

Casamento no Vila Naiá: festa de casamento não é o foco do empreendimento e o vilarejo tem poucos hotéis que acomodem muitos convidados. Porém, para pequenas recepções, como de 15 a 20 pessoas, um elopement wedding, é ideal. As cerimônias a dois também podem ser realizadas, como o hotel e a praia são bonitos, as fotos ficam incríveis.

É possível fazer fotos de casamento no Vila Naiá e na praia – Crédito: Tiago Saldanha

O hotel pode fazer casamentos com pequenas recepções – Crédito: Tiago Saldanha

Como chegar a partir de Porto Seguro: Brasil. O distrito está a 188 quilômetros do Aeroporto de Porto Seguro, o qual tem mais voos na região. De carro, são quatro horas dirigindo porque há uma parte sem asfalto. O aeroporto de Teixeira de Freitas está mais perto, 140 quilômetros, porém, tem menos voos. É possível locar um carro em Porto Seguro e fazer o caminho sozinho. Para quem preferir, o Vila Naiá oferece serviço de transporte terrestre em 4×4, helicóptero e lancha saindo de Porto Seguro por um custo adicional.

Serviço
Vila Naiá
Estrada Principal s/n, Corumbau, Prado (BA)
Site: www.vilanaia.com.br ou faça sua reserva aqui
Diárias a partir de R$ 1.200
(11) 3063 2023 / (11) 93100 2727

Todos os valores desta matéria foram checados em novembro/2018

*A equipe do  Viajar é Simples, repórter e fotrógrafo, viajou com apoio do Maitei Hotel e Vila Naiá pelo sul da Bahia

 

ENVIAR COMENTÁRIO

0 Comentários