Dentro da programação, serão ativadas as obras Abre a Porta (foto) - Credito: William Gomes

Instituto Inhotim oferece programa especial durante a Semana de Museus

por: Redação
8 de Maio 2018

O Instituto Inhotim, em parceria com o Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos (Muquifu), preparou uma programação especial para a 16ª Semana Nacional de Museus, que acontece oficialmente no país entre os dias 14 e 20 de maio. Neste ano, o tema trabalhado será Museus Hiperconectados: Novas Abordagens, Novos Públicos. A proposta é promover uma integração com o público – tanto pelo viés tecnológico quanto por outras conexões possíveis – e também uma aproximação e interação com outras instituições museológicas.

As atividades no Inhotim foram organizadas pela equipe do Educativo, que convida os visitantes a resgatarem as suas recordações a partir de experiências com os acervos artístico, botânico e histórico-cultural do Inhotim e por meio de objetos, textos e outras ferramentas educativas. Dentro da programação estão as ativações da Biblioteca Inhotim e das obras Abre a Porta (2006) e Rodoviária de Brumadinho (2005), além de visitas temáticas nas quais serão abordados os temas memória e identidade.

Curador do Muquifu, Padre Mauro Silva estará presente na roda de conversa sobre práticas e usos de plantas medicinais nos processos de cura e tratamento de enfermidades. Durante o bate-papo, os visitantes poderão experimentar chás quilombolas. Exibição de documentário sobre o Muquifu, produzido pela equipe do Inhotim, e oficina de confecção de máscaras são outras opções para os visitantes na Semana de Museus.

“O Muquifu tem uma forte relação com a comunidade, uma vez que o museu fica dentro da favela e exibe objetos dos próprios moradores. Quando o Inhotim propôs a parceria, pensamos na hiperconexão pela troca de saberes e conhecimento. Em uma das atividades, trabalharemos a conexão entre as comunidades dos museus, com a presença de representantes de cada uma delas”, conta Lidiane Arantes, supervisora de Educação do Inhotim.


Booking.com

No Muquifu, localizado Belo Horizonte, também será realizada uma oficina para produção de máscaras – um elemento presente em diversas manifestações culturais brasileiras –, técnicas de confecção, modelagem e pintura. A atividade pretende estimular a reflexão do participante sobre identidade, memória e histórias compartilhadas.

A Semana Nacional de Museus é promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), em comemoração ao Dia Internacional de Museus, celebrado em 18 de maio.

Confira a programação para a Semana de Museus no Inhotim e no Muquifu:

– Roda de Conversa: Chás Quilombolas – Uso e suas Tradições
O Educativo Inhotim e o Muquifu propõem uma ação de conectividade entre quilombos rurais e urbanos. Práticas e usos de plantas medicinais nos processos de cura e tratamento de enfermidades que são transmitidos de geração em geração, por meio da tradição oral, serão compartilhados em uma roda de conversa com representantes detentores dos saberes tradicionais das comunidades de Marinhos e do Muquifu. A roda de conversa será regada a chá quilombolas e contará com a participação do curador do Muquifu, Padre Mauro Silva, e mediação dos educadores do Inhotim.
Quando: 16 de maio (quarta-feira)
Publico: livre
Horário: 14h00 às 16h00
Local: Espaço Igrejinha

– Ativação dos Painéis da Galeria Praça: Tradições Culturais e Narrativas de Identidade em Diálogo
O Inhotim agrega experiências às importantes tradições culturais da região que o cerca. Foi assim quando os painéis da Galeria Praça, dos artistas John Ahearn e Rigoberto Torres, foram elaborados e instalados a partir da imersão deles em Brumadinho e do envolvimento das pessoas da comunidade na construção e representação escultórica de narrativas da história local. Nesse processo, a identidade de cada um dos participantes se fez matéria da arte e passou a compor a história do próprio Instituto. A ativação das obras Abre a Porta (2006) e Rodoviária de Brumadinho (2005) propõe um diálogo que aproxima o passado do presente através da rememoração das histórias guardadas nesses trabalhos e do colecionamento de novas histórias. O convite é que os visitantes compartilhem parte de suas identidades, fazendo delas história do Inhotim também! A oralidade será a ferramenta fundamental dessa partilha e a experimentação das plataformas de vídeo e fotografia irão conectar os participantes.
Quando: Terça e quinta
Público: livre
Horário: 14h00 às 16h00
Local: Galeria Praça – G3 no mapa

– Ativação da Biblioteca Inhotim: Oficina de Representação Identitária em Máscaras
A Biblioteca Inhotim oferece ao público a possibilidade de uma experiência similar à que os artistas John Ahearn e Rigoberto Torres proporcionaram às pessoas que estão representadas nos painéis da Galeria Praça. A partir de ataduras de gesso, ocorrerá uma oficina de construção e representação identitária que terá como resultado a feitura de uma máscara de cada um dos participantes. Todos os visitantes de Inhotim são convidados a participar e levar para casa uma representação de si mesmo. Durante o processo, conversaremos sobre temas como tradições culturais, patrimônios material e imaterial, identidade e memória. Você já pensou sobre como as culturas se formam e se transformam? Participe!
Quando: 12 de maio (sábado)
Publico: livre
Horário: 14h00 às 16h00
Local: Biblioteca Inhotim (Centro de Educação e Cultura Burle Marx)

– Documentário Hiperconexão – Inhotim e Muquifu
O Educativo Inhotim, em parceria com o Muquifu, apresenta um documentário no qual os visitantes do Inhotim poderão acessar os acervos, histórias e memórias do Muquifu. Com intuito de aproximar as instituições museológicas, comunidades do entorno e visitantes o documentário será exibido na Estação Educativa a fim de promover conexões de saberes para além dos aparatos tecnológicos.
Quando: 15 a 19 de maio (de terça a sábado)
Horário: 10h00 às 16h00 (de terça à sexta-feira) e 10h00 às 17h00 (no sábado)
Onde: Estação Educativa para Visitantes (Centro de Educação e Cultura Burle Marx)

– Oficina Moldando Memórias
A atividade será realizada no Muquifu, onde o público será convidado a produzir máscaras, um elemento presente em diversas manifestações culturais brasileiras. A oficina estimula a reflexão sobre a identidade única de cada participante, suas memórias e histórias compartilhadas. Além de despertar a imaginação e colocá-la em prática, os participantes aprenderão técnicas de confecção, modelagem e pintura.
Quando: 18 de maio (sexta-feira)
Horário: 14h00 às 16h30
Público: livre
Local: Muquifu – Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos. Rua Santo Antônio do Monte, 708,
Estrela, Belo Horizonte

– Visita Temática – Memória e Identidade
A Visita Temática “Memória e Identidade”, em conexão com a 16ª Semana dos Museus cujo tema é “Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos”, propõe aos visitantes um resgate de recordações adormecidas que poderão ser ativadas a partir de experiências com os acervos artístico, botânico e histórico-cultural do Inhotim e através de objetos, textos e outras ferramentas educativas. A visita convida os participantes a compartilharem suas lembranças e a descobrirem curiosidades sobre a memória do Inhotim.
Quando: Quarta, sábado e domingo
Horário: 10h30
Duração: 90min
Local: saída da Recepção
Público: livre
Observação: 25 vagas, inscrição no local a partir das 10h

 

Serviço

Instituto Inhotim
Rua B, 20 – Brumadinho/MG
www.inhotim.org.br
31 3571-9700 | 31 3194-7300

ENVIAR COMENTÁRIO

0 Comentários