4.1.1

Santiago do Chile: ainda mais encantadora no inverno

por: Sylvia Barreto
18 de Maio 2011

Em uma rua qualquer, ao longe, a Cordilheira dos Andes coberta por neve. Essa é a visão de qualquer ponto da capital chilena, Santiago do Chile. No inverno, o frio toma conta da cidade, as folhas das árvores caem e a local fica ainda mais charmoso. Os cerca de seis milhões de habitantes são educados e prestativos. O metrô, apesar de cheio nos horários de pico, tem cinco linhas e muitas estações e o turista pode contar com ele para ser levado aos principais pontos turísticos.
Passar o inverno em Santiago tem outras vantagens além da bela paisagem. Os vinhos e a gastronomia. Perto da capital, há vinícolas que podem ser visitadas e seus vinhos degustados. E não só na cidade, mas em todo o Chile, é possível comer muito bem, principalmente, frutos-do-mar. E, vantagem de conhecer  Santiago na estação mais fria do ano, é que há excursões de um ou dois dias para estações de esqui, como Valle Nevado, por exemplo.
Veja as dicas dos locais que não pode deixar de ir durantes sua estadia em Santiago. E, se esquecer o casaco, não se preocupe. Os preços por lá são ótimos e a qualidade das roupas de inverno também, já que a temperatura média para o mês de julho, por exemplo, é de 8ºC.

Santiago passo a passo
Uma das coisas mais importantes ao chegar a Santiago é se familiarizar com a moeda, o peso chileno. Você pode estranhar os valores altíssimos, como 500 pesos um café. Mas R$ 1 equivale a cerca de 280 pesos chilenos. Com essa conta em mente, pode aproveitar e comprar seus bilhetes de metrô, maneira rápida e fácil de conhecer os principais pontos turísticos e bairros da cidade. Na capital, a passagem fica mais cara o mais barata dependendo do horário. Durante quase todo o dia, custa $560, nas horas mais cheias (07h00 às 08h59 e 18h00 às 19h59) fica por $620 e das 06h00 às 06h59 e 20h45 às $510. Se comprar um cartão do transporte e carregar para diversas viagens, quando passar na roleta o desconto será de acordo com essas regras.
Sabendo sobre a moeda do país e como funciona o metrô, pode fazer seu primeiro passeio e conhecer a história de Santiago. Na estação La Moneda (linha 1, vermelha), por exemplo, está o Palácio de La Moneda, que é a sede da Presidência da República. É uma bela e imponente construção erguida entre 1786 e 1812. É possível ingressar no Palácio e visitar o Pátio de las Naranjas, chamado assim por possuir diversas laranjeiras. A visita aproxima o turista da história do povo chileno e também da ditadura pela qual o país passou. As esculturas e o chafariz do pátio dão belas fotos.
A poucos minutos do Palácio da La Moneda, fica a Plaza de Armas, local no qual a cidade foi fundada. Há no local uma estátua do fundador, Pedro Valdívida. Há espaço, ainda, para manifestações culturais e artísticas na praça. Ao redor, prédios emblemáticos, como o Correos de Chile, Bolsa de Comercio e a Catedral Metropolitana. Ali perto, há também duas estações de metrô, a Universidad de Chile (linha1, vermelha) ou a Plaza de Armas (linha 5, verde).
Ainda no centro, para jantar, fazer compras ou mesmo passear, o ideal é a rua de pedestres conhecida como Paseo Ahumada. Ela é a coluna vertebral do centro. Outra importante é o Paseo Huérfanos. Mas, a principal avenida de Santiago é a Libertador Bernardo O´Higgins, conhecida como “La Alameda”.

Veja Santiago do alto
Há dois locais em Santiago que devem ser visitados pelo menos por um motivo: a vista linda da cidade. Um deles é o Cerro Santa Lucía. É muito fácil chegar lá já que está próximo da estação de metrô Santa Lucía (linha 1, vermelha). O local era um mirante e recebeu esse nome porque o fundador da cidade, Pedro de Valdívia, se apoderou da serra no dia 13 de dezembro de 1540, dia da santa de mesmo nome. Em 1541, Santiago do Chile foi fundada naquele marco.
O mirante atual que permite ver boa parte de Santiago com a Cordilheira dos Andes ao fundo tem 70 metros de altura. Pode preparar o fôlego, a subida é toda feita a pé. Mas são várias as atrações e diversas vistas até chegar ao ponto mais alto. O ideal é para em cada trecho e desfrutar da paisagem. Um dos destaques do passeio e que dá uma bela foto é a fonte Terraza Neptuno. Há algumas pracinhas ao longo do caminho, locais ideais para os apaixonados.
O outro local de Santiago que tem vista estonteante é o Cerro San Cristóbal, que faz parte do Parque Metropolitano de Santiago. No seu topo, uma imagem da Virgem Maria. Esse não precisa subir a pé, mesmo porque é bem mais alto. Há um bondinho que faz o trajeto e tem acesso na rua Pío Nono. Ida e voltam custam 1.800 pesos chilenos. Outra opção é chegar até o cume em poucos minutos de teleférico com entrada na Av. Pedro de Valdívia Norte. A maneira que irá alcançar o topo não é a mais importante, e sim a paisagem que verá. Aos pés do Cerro, o bairro de Providencia e ao longe os milhares de prédios da metrópole. Uma dica é deixar para ir ao local quando o dia estiver límpido, assim a visão será ainda melhor.
Ainda no Parque Metropolitano de Santiago, no meio da subida para o Cerro San Cristóbal da rua Pío Nono, há o Zoológico Nacional. Ele abriga animais como leões, girafas e macacos. Outra atração do Parque é o Jardim Japonês, cheio de cerejeiras e flores de lótus.

Bairros para descobrir: Providencia e  Bellavista
Há alguns bairros que não podem passar despercebidos para o turista que vai a Santiago do Chile. Um deles é o Providencia, que abriga o Parque Metropolitano e tantas outras atrações. Ele tem também uma grande variedade gastronômica, comercial e vida noturna intensa. É uma região, sobretudo, para ser conhecida a pé e margeada pelo Rio Mapocho. Abriga parques como o Balmaceda e o Uruguay. Outro passeio clássico é visitar a Drugstore, uma galeria comercial com lojas de desenho, livrarias, roupas e um café que reúne intelectuais e artistas.
Perto de Providencia, entre o Rio Mapocho e o Cerro Sán Cristóbal, outro bairro merece ser desvendado. É o Bellavista, com áreas de maior concentração de pessoas e outras com ruas tranqüilas e casas luxuosas. Gastronomia, arte e entretenimento também não faltam nessa localidade. E, passeio quase obrigatório é visitar a Casa Museo La Chascona, residência construída pelo escritor Pablo Neruda para seu amor, Matilde Urritia. Ele a batizou de “La Chascona”, que quer dizer desgrenhada, porque esse era o apelido de Matilde, já que tinha uma grande cabeleira.
Durante muitos anos, o amor de Matilde e Pablo foi secreto. Ele começou a construir a casa para ela em 1953. A própria mulher plantou todas as árvores dos jardins. A residência tenta imitar a forma de um barco. Hoje em dia, a casa é um museu que dá acesso aos ambientes íntimos nos quais o casal viveu e também a obras de pintores chilenos e estrangeiros. Há tours regulares em inglês, francês e espanhol. Nos idiomas inglês e francês custa 3.500 pesos chilenos por pessoa e em espanhol 2.500 pesos chilenos cada um.
A noite também é movimentada em Bellavista. Uma das opções é o Pátio Bellavista, na rua Constitución, local em que há bares, pubs e shows artísticos. Os restaurantes também são muitos e diversificados. Um muito visitado pelos brasileiros é o Como el Água para el Chocolate, na Constituición, com sua cozinha com ingredientes como alho, abacate e chocolate. As ruas Pío Nono, Dardignac e Antonia López Belo são outros pontos nos quais há opções de entretenimento. Uma das grandes atrações noturnas são as “salseterias”, locais que os chilenos e turistas vão para dançar a salsa.

O sabor chileno
Quem vai ao Chile pensando em experimentar apenas os bons vinhos pode ter surpresas quando se trata de bebida e até de comida. Em Santiago do Chile, uma boa área da cidade para começar uma experiência diferente é o Mercado Central, perto da estação de metrô Puente Cal y Canto (linha 2, laranja). O local é como todos os outros mercados desse tipo, com alimentos expostos e pequenos restaurantes. Ali é possível comprar e consumir mariscos frescos, já que a capital chilena está perto do litoral. O restaurante mais famoso e maior é o Donde Augusto, com suas enormes lagostas e outros frutos do mar. Para quem não come esses alimentos, vale experimentar um “bife a lo pobre”, que é o nosso bife à cavalo. O atendimento é ótimo, não é difícil os donos irem até a sua mesa saber como está o prato servido.
Já que vai estar no Mercado Municipal, atravesse a rua e vá até a La Piojera (rua Aillavilú, nº 1030) tomar uma tradicional drink da cidade, o Terremoto. O coquetel é feito de Fernet, vinho e sorvete de abacaxi. Outra bebida que deve ser apreciada pelos bares do chile é o Pisco, uma aguardente de uva que costuma ser vendida no sabor original ou com toques de outras frutas.
Mas é claro que quem está em Santiago e arredores também vai ter facilidade de visitar vinícolas e provar vinhos de excelente qualidade. Uma das mais próximas é a Cousiño Macul. Quem não for com passeio fechado, pode ir de metrô, basta descer na estação Quillín (linha 4, azul escuro) e caminhar ou pegar um táxi. A empresa foi fundada em 1856 por Matías Cousiño e continua até hoje nas mãos da mesma família. Na chegada à viníciola, a paisagem encanta no inverno, as árvores com cores amareladas e com poucas folhas e a Cordilheira dos Andes ao fundo.
Durante a visita à vinícola, o grupo é acompanhado por guia, conhece todo o processo produtivo, as bodegas e as plantações. No final, há uma degustação de vinho e também é possível comprar algumas garrafas. Os tours duram 45 minutos e acontecem de segunda a sexta. Custa 7.000 pesos chilenos por pessoa.

Dê um pulinho em Valle Nevado
Apenas 35 quilômetros separam Santiago da estação de esqui Valle Nevado. A viagem dura cerca de uma hora e meia de muitas curvas. A estrada fica em meio às Cordilheiras, portanto, se alugar um carro e nunca dirigiu na neve peça informações na locadora. Se comprar um passeio, os motoristas já estão acostumados com o caminho. Há diversas empresas na cidade que fazem o transporte diário de turistas até as regiões de esqui. No caso de Valle Nevado, os grupos costumam sair às 08h00 e retornam no fim do dia.
Quem não tem roupa nem equipamento de esqui pode locar também em Santiago. Uma loja antiga na cidade que tem transporte diário no inverno para Valle Nevado, roupas e equipamentos para aluguel é a Ski Total (www.skitotal.cl). Além dos carros regulares que saem às 08h00 é possível fechar um grupo particular e ir um pouco mais tarde.
Em Valle Nevado, é possível se hospedar em um dos hotéis ou usar suas pistas de esqui, são 39 ao todo A temporada inicia no dia 10 de junho e termina em setembro. Aliás, para a temporada 2011, cinco novas pistas foram feitas preparadas e o estacionamento foi ampliado.  Quem visitar Valle Nevado terá a oportunidade de ver como será o primeiro teleférico fechado do Chile. Ele ainda não estará pronto para uso, mas a instalação está em andamento. Ele facilitará o acesso dos esquiadores ao restaurante Bajo Zero, localizado em meio às pistas. Com 70 cabines para seis pessoas cada e um percurso de 980 metros, a gôndola permitirá que tanto esquiadores como visitantes que não esquiem aproveitem a montanha e a paisagem.
Novas parcerias também foram fechadas entre Valle Nevado e empresas brasileiras. É o caso do Itaú. Quem for cliente do pagamento terá descontos especiais na compra de tickets para esquiar, nos hotéis, restaurantes, aluguel de equipamento de aulas de esqui. A Editora Globo é outra parceira da estação de esqui e os famosos que passarem por lá em 2011 estarão nas páginas da revista Quem, publicação dessa editora.
Com a remodelação dos serviços, a estação chilena prevê aumento de 25% de brasileiros circulando no destino nesta temporada e se prepara para despontar como a estação de esqui preferida deste público na América do Sul. Ao todo, são três hotéis – Três Puntas, Puerta Del Sol e Valle Nevado -, respectivamente divididos em três, quatro e cinco estrelas, além de seis restaurantes, quatro bares e pubs, 39 pistas para esqui ou snowboard, teleféricos, lojas e apartamentos residenciais.

Mais neve e esqui em Portillo
Um refúgio intocado aos pés do monte Aconcágua, em frente à belíssima Laguna del Inca, quase na fronteira entre Chile e Argentina. Assim é a estação de esqui Portillo, a mais tradicional da América do Sul e a 164 quilômetros de Santiago, ou seja, duas horas de carro.
As atividades começam logo cedo. Depois de um dia inteiro aproveitando as 34 pistas para todos os níveis de esquiadores e snowboarders, além da ampla área fora de pista, as melhores opções são relaxar na piscina ou na jacuzzi, ambas ao ar livre, e depois fazer uma massagem. Antes do jantar, nada melhor do que sentar em um dos espaçosos sofás do lounge central e confraternizar com visitantes do mundo todo. Há casais e famílias que frequentam Portillo há muitos anos e que já se transformaram em grandes amigos.
Para encerrar o dia, os hóspedes podem curtir apresentações de música ao vivo no bar do hotel ou dançar bastante na discoteca.
A atenção que Portillo dá a crianças e jovens também merece destaque. Durante o dia há inúmeras atividades para todas as faixas etárias, que vão de oficinas de arte a brincadeiras com monitores. E os pequenos que já tiverem mais de quatro anos, idade mínima para se aventurar nas pistas, encontrarão instrutores altamente qualificados. Muitos falam português.
Ao longo dos meses de junho a setembro 2011, o resort de mesmo nome tem três promoções especiais: crianças Esquiam Gratuitamente; portillo te presenteia com uma noite gratuita no Hotel Ritz-Carlton Santiago; e Ski Portillo oferece o traslado + uma noite no Hotel Ritz-Carlton Santiago.
Na primeira delas, ao adquirir uma semana de esqui, pais e mães têm direito a levar uma criança, de até 11 anos, para hospedar-se, comer e esquiar em Portillo sem custos adicionais.
Na segunda, durante as semanas de 20 a 27 de agosto e de 27 de agosto a 03 de setembro – os hóspedes que reservarem os sete dias de esqui em Portillo podem solicitar uma noite gratuita no luxuoso hotel Ritz-Carlton Santiago.
Na terceira promoção, os turistas que participarem da semana Wine Fest, de 27 de agosto a 03 de setembro, ganham o traslado entre o resort e o Ritz-Carlton Santiago, além de uma noite de estadia no luxuoso hotel como cortesia.
O Hotel Portillo possui 123 apartamentos – entre duplos, triplos e familiares -, alguns com vista para a Laguna del Inca e outros para um bonito vale. Todos têm telefone, mini-bar, cofre, secador de cabelo e conexão wi-fi à internet. As estadas semanais custam a partir de US$ 1.700 por pessoa, em acomodação dupla, e incluem refeições, passes para os meios de elevação e acesso a toda a infraestrutura do hotel.
Além disso, o hotel abriga quatro restaurantes, bar, um completo centro de fitness, sala de yoga e alongamento, ginásio com quadra poliesportiva, piscina, jacuzzi, salão de beleza, sala de massagem, sauna, sala de internet, cinema, salão de jogos, Escola de Esqui, clínica médica e serviço de aluguel e guarda de equipamentos.
A poucos metros dali, os visitantes também podem hospedar-se nos lodges Octagon e Inca. No primeiro, há 15 amplos apartamentos com quatro beliches cada e banheiro privativo. Já o segundo é a melhor opção para mochileiros e jovens. Seus 20 quartos são um pouco menores e podem ser compartilhados, enquanto os banheiros estão fora, nos corredores. Porém, os passageiros dos dois complexos podem usufruir de toda a infraestrurtura do Hotel Portillo.

A Katy foi e gostou
Katy Cruz, de São Paulo viajou com o marido para Santiago do Chile e conta a experiência

Meu marido e eu nos casamos no final de 2011 e fomos nos aventurar pela América do Sul, passamos por Montevidéu, Buenos Aires e por último, Santiago do Chile.  Nossa passagem pelo Chile foi incrível, durante os cinco dias que estivemos por lá foi de longe a capital mais hospitaleira dessa viagem. Chegamos à cidade dia 29 de dezembro, e no caminho do aeroporto até o hotel ficamos encantados com a limpeza e a organização da cidade e logo de cara fomos almoçar no Mercado Municipal, um dos principais pontos turísticos da cidade. Degustamos uma Santola e um vinho da terra (imperdível).
Somos arquitetos e em nossas viagens procuramos explorar o urbanismo e a arquitetura do local, em Santiago foi uma experiência única passear na Praça das Armas, andar de metrô, conhecer os museus e a Casa do Pablo Neruda. Foi maravilhoso, sem falar nas escolas de arquiteturas que visitamos que são incríveis.
O Réveillon foi um evento popular bem diferente, o povo colorido na rua com perucas, óculos coloridos e serpentinas, nos deu a sensação de estarmos em um bloco de carnaval e neste evento fizemos amizade com uma família brasileira que também estava viajando.
Adoramos tudo em Santiago, desde as pessoas que são muito receptivas e calorosas, caminhar pelas praças e pelo parque linear que margeia o Rio Mapocho e as simples coisas como tomar água mineral dos Andes.

Serviço

Informações turísticas

Site Oficial de Turismo do Chile
www.chile.travel

Valle Nevado
www.vallenevado.com

Portillo
www.skiportillo.com

Quem leva
Para chegar a Santiago do Chile, algumas companhias aéreas tem voos com saídas de diversas cidades brasileiras.

Tam
Para Santiago, a Tam tem voos diretos partindo de São Paulo. As passagens ida e volta custam, juntas, US$ 482 até 16 de junho de pois de 04 de agosto até 15 de dezembro.
Informações: www.tam.com.br e (11) 4002-5700

Lan
A Lan tem voos para Santiago a partir de São Paulo e do Rio de Janeiro. De São Paulo para Santiago ida e volta custa a partir de US$ 467 até 16 de junho e de 17 de junho até 03 de agosto a partir de US$ 639. Já Rio/ Santiago sai por US$ 414 até 16 de junho e a partir de US$ 650 de 17 de junho até 03 de agosto.
Informações.www.lan.com e 0 300 788 0045

Onde ficar

Íbis Estacion Central
O hotel Ibis Estacion Central fica localizado próximo à principal estação rodoviária de Santiago e a apenas 16 quilômetros do Aeroporto Internacional Arturo Merino Benitez. O hotel tem 132 quartos, todos com ar-condicionado para seu conforto. Existe também um bar e restaurante, o Cafe Vino & Cia, aberto 24 horas por dia, assim como acesso Wi-Fi e estacionamento privativo. Diárias por quarto duplo a partir de R$ 96 sem café da manhã e sem taxas inclusas.
Informações: www.accor.com.br

Hostel Cienfuegos
A unidade chilena da Hostelling International tem ótima localização na cidade, próxima da estação de metrô Los Heroes, no bairro Brasil. Oferece salão de convivência com computadores e internet, conexão WI-FI grátis, sala com televisão e amplo pátio onde. Os preços incluem café da manhã. Os quartos possuem armários com chave para guardar pertences. Há habitações coletivas e privadas. Valores a partir de 7.000 pesos chilenos.
Informações: www.hostelcienfuegos.cl

Pacotes

CVC – duas noites
A CVC tem pacote de duas noites para a cidade chilena. Inclui passagens aéreas da Tam com saída de São Paulo, duas noites de hospedagem com café da manhã no Hotel Torremayor, passeios aos principais pontos turísticos de Santiago, Viña del Mar e Vaparaiso e seguro viagem internacional. A partir de US$ 818 em até dez vezes sem juros.
Informações: www.cvc.com.br e (11) 2191 8911

Fenix Operadora – três noites em Santiago
No pacote da Fênix, são quatro dias de viagem, incluindo passagens aéreas, três noites de hospedagem com café da manhã no Hotel Principado, traslados, passeio panorâmico pela cidade e seguro de viagem internacional básico. Preço por pessoa em apartamento duplo US$613,00 válido até 16 de junho de 2011, exceto feriados. Saídas diárias.
Informações: www.fenixtur.com.br e (11) 3120-7200

MGM Operadora – quatro noites
A MGM tem pacote de quatro noites em Santiago do Chile. Inclui passagens aéreas da Gol, hospedagem com café da manhã, traslado aeroporto/hotel;aeroporto, city tour regular, assistência de viagem Mic e bolsa da MGM a partir de US$ 838 por pessoa com saída de São Paulo (SP), a partir de US$ 888 por pessoa com saída de Curitiba (PR) ou Joinville (SC), a partir de 998 com saída de Florianópolis (SC) ou Porto Alegre (RS) e a partir de US$ 1.008 com saída de Goiânia (GO). Pagamento à vista com 5% de desconto ou entrada mais quatro parcelas no cheque ou cartões de crédito.
Informações: www.mgmoperadora.com.br

Flot – três noites
Três noites e quatro dias em Santiago é a proposta da operadora Flot. Inclui passagens aéreas da Lan com saída de São Paulo, hospedagem no hotel Bellas Artes com café da manhã, traslados de chegada e saída, city tour panorâmico e assistência de viagem GTA Bronze. A partir de US$ 1.042 por pessoa em apartamento duplo.
Informações: www.flot.com.br e 11 4504 4544

Raidho – Santiago e Deserto de Atacama
A operadora Raidho tem pacote que permite conhecer não só a capital chilena, mas também o Deserto de Atacama. São seis noites de hospedagem com café da manhã, um almoço (sem bebidas) incluso, traslados de chegada e saída, excursão de dia completo para visita as Lagoas Altiplanicas Miscanti Visita ao Solar de Atacama visita aos Gêiseres do Tatio, localizado a 4.300 metros na Cordilheira Andina, para exploração do campo geotérmico, passeios e traslados com guia local falando espanhol e seguro-viagem. A partir de US$ 1.113 por pessoa em apartamento duplo com café da manhã e US$ 907 passagem aérea (sem taxas de embarque). Preços válidos de 17 de junho a 03 de agosto
Informações: www.raidho.com.br e (11) 3383-1200,

Agaxtur – feriado de Corpus Christi
Quatro dias e três noites em Santiago do Chile é a proposta da Agaxtur para o feriado de Corpus Christi. A saída é dia 23 de junho de São Paulo. As passagens aéreas são da Tam. Inclui também três noites de hospedagem com café da manhã, traslado aeroporto / hotel / aeroporto, city tour de meio dia na cidade, excursão de dia completo em Viña del Mar e Valparaiso, um almoço em Viña del Mar e seguro viagem. A partir de US$ 838 por pessoa em apartamento duplo.
Informações: www.agaxtur.com.br e (11) 3067-0900

ENVIAR COMENTÁRIO

0 Comentários