Visconde de Mauá para comer e amar

por: Sylvia Barreto
1 de julho 2015

Se na década de 70 os hippies fizeram da região de Visconde de Mauá o seu ponto de encontro, hoje em dia o destino é ideal para casais apaixonadas de todos os estilos. No alto da Serra da Mantiquera, o local tem clima agradável, pousadas charmosas que, em sua maioria, não aceitam crianças, restaurantes deliciosos e muitas cachoeiras. Cenário ideal para passar dias de muito romance.

Visconde de Mauá fica entre três Estados: Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. Os moradores e empresários do local não gostam de tratar o destino como uma cidade apenas, mas como uma região. No Rio de Janeiro, ela pertence à cidade de Itatiaia. Mas precisa subir a serra que, aliás, foi asfaltada há pouco tempo e facilitou bastante o acesso.

A região é formada por três vilas: Visconde de Mauá, Maringá e Maromba, cada uma com seus atrativos. As pousadas ficam espalhadas por todas as vilas. O ideal é ir pelo menos na sexta-feira à noite e voltar no domingo, mas o destino tem atrativos para mais dias para aqueles que curtem a natureza. Nesse roteiro, o Viajar é Simples indica tudo que é imperdível na região e pode ser conhecido em um final de semana.

Um pouco de cachoeira e aventura

Visconde de Mauá fica em pleno Parque Nacional de Itatiaia.  Isso possibilita passeios por trilhas off Road e trilhas desde leves e moderadas até as mais pesadas, dentro e fora do parque. Só de cachoeira, há cerca de 100 catalogadas por ali.

O símbolo da região á a Cachoeira do Escorrega, imperdível para os turistas. Ela tem um tobogã natural de 30 metros e quem escorrega ali cai em águas tranquilas. A cachoeira é de fácil acesso, fica a 03 quilômetros acima da vila da Maromba.

Outra cachoeira muito visitada é a do Poção. São 07 metros de queda livre em um poço com 05 metros de profundidade. Para descer até o ponto exato para pular é fácil, uma trilha bem pequena. Quem não quiser pular, fica à vontade, só entrar pela trilha direto das piscinas naturais sem pular, fica 01 quilômetro acima da Vila da Maromba, caminho para cachoeira do Escorrega.

A Cacoeira Santa Clara também é uma campeã de visitas. Ideal para quem quer apenas tomar um banho e relaxar em uma verdadeira piscina natural. Ela também é usada para fazer rapel. O acesso é rápido para quem está na Vila da Maromba ou no próprio Vale da Santa Clara.

A empresa Remorini Eco Aventuras tem diversos passeios para quem quiser conhecer as belezas naturais de Visconde de Mauá. O roteiro mais básico e tradicional leva 02h30 e tem paradas nas cachoeiras mais famosas do destino: Escorrega, Poção e Santa Clara. Todos os passeios são feitos em carros 4×4 e com guias especializados. A empresa também aluga quadriciclos.

Vila de Maringá: a mais badalada

A Vila de Maringá está bem na divisa entre o Rio de Janeiro e Minas Gerais. O que separa um lado do outro é apenas o Rio Preto. Mas tem uma ponte que liga os Estados e os pedestres podem fazer a travessia sossegados.

De ambos os lados, o turista encontra lojas de artesanato e de móveis rústicos. Restaurantes, sorveterias, bares e docerias tem aos montes. O local perfeito para passar a tarde e curtir a noite. Quando o destino está com muitos visitantes, a lotação de carros costuma ser grande e fica difícil estacionar. O lado mineiro tem mais locais para parar, mas se estiver em uma pousada próxima, vá caminhando.

A Vila de Visconde de Mauá é mais tranquila, mas nela também estão alguns restaurantes e bancos. Já a Vila da Maromba é mais rústica, com uma capela e restaurantes ao redor.

Gastronomia imperdível

Ir à Visconde de Mauá é sinônimo de comer bem. Pelas estradinhas e nas vilas há restaurantes para todos os gostos e até de alta gastronomia. Comida caseira, italiana, mineira, francesa, nada falta!

Rosmarinus

A reportagem do Viajar é Simples passou por três restaurantes dos mais tradicionais e recomendados da cidade. Nenhum deixou a desejar. O primeiro deles foi o refinado Rosmarinus Officinalis, do chef Julio Buschinelli. Ideal para um almoço ou jantar românticos.

Rosmarinus é o nome científico do alecrim e a erva, no restaurante, é colhida fresca, da horta própria, que também tem outros ingredientes plantados. Aliás, diversos estabelecimentos têm horta própria em Visconde de Mauá por duas razões: garantir a qualidade do produto e praticidade, não é preciso descer a serra para encontrar.

O Rosmarinus fica fora dos centrinhos comerciais da região, no KM 1 da Estrada Mauá-Maringá. Buschinelli classifica seu restaurante como de cozinha do campo, pelo modo como os pratos são preparados e pelos ingredientes usados. A gastronomia do local tem influência italiana com técnica francesa de produção.

Uma entrada italiana que deve ser provada no Rosmarinus é a Polenta Italiana Gratinada aos três queijos: brie, gorgonzola e parmesão (R$ 34,60), serve bem duas pessoas.  Um clássico o restaurante é a Truta Rosmarinus (R$ 71), composto por truta salmonada ao molho de alecrim e limão siciliano com risotto de cebolette. É fantástico! Aliás, a truta é o símbolo gastronômico da região. Para sobremesa, o Merengue Italiano com Frutas Vermelhas Orgânicas Certificadas (R$ 17,40) é uma boa pedida. Porém, se puder pedir sorvete também, eles são ótimos, leves e fabricados no local.

*Mais sobre o Rosmarinus no blog

Bistrô das Meninas

Um bistrô e uma livraria. Juntos. Coloque uma boa dose de bons vinhos, alguns pães caseiros e, pronto, passará horas no Bistrô das Meninas. O restaurante é um desses lugares que te envolve não só pelos bons pratos, mas por todo o ambiente. Há duas estantes cheias de livros que formam a única livraria da cidade, à noite, as meninas, Noemi e Renata, colocam mesas no terraço. Noemi fica na cozinha preparando os pratos e Renata atende os clientes.

Os pães são feitos no local e dá até para comprar e levar para casa. São fresquinhos e macios. O bistrô abastece algumas pousadas do destino com eles. O cardápio é escrito à mão. A influência é francesa, mas há ingredientes bem brasileiros. Como o caso da entradinha Pastel de Carne Seca com Cream Cheese (R$ 29).  A truta também não falta, o prato Filé de Truta ao Molho de Maracujá e Laranja, acompanhado por arroz negro e cenoura orgânica com manteiga e mel (R$ 51) é uma ótima pedida.

Se quiser algo mais francês, vá de Medalhão de Mignon com Risotto de Chèvre (queijo de cabra) e cebola caramelizada em redução de balsâmico (RS 58). A sobremesa é surpresa. Como é tudo fresquinho, precisa ver o que tem para aquela data, mas é comum encontrar um brownie bem quentinho ou crème brûlée.

*Mais sobre o Bistrô das Meninas no blog

Gosto com Gosto

Comandado pela chef Mônica Rangel, o restaurante Gosto com Gosto leva a tradição da comida mineira para pratos leves. Mônica faz questão que seus pratos sejam feitos com ingredientes certificados. As lingüiças são produzidas ali mesmo e os clientes podem até levar para casa.

Para começar, experimente a lingüiça da casa, pode pedir um Trio de Lingüiças (R$ 35) ou um Angu com Lingüiça (R$ 25). O Tutu à Mineira (R$ 95) ou o Feijão Tropeiro (R$ 105) são os mais pedidos servem, no mínimo, duas pessoas. E, apesar de ser mineiro, o restaurante tem uma adega grande com diversos rótulos, dá para saborear um bom vinho enquanto degusta uma porção de, por exemplo, torresminho.

Pinhão e truta

Em maio é o mês do pinhão em Visconde de Mauá, dezenas de restaurantes se unem e oferecem pratos feitos com o ingrediente. Já em novembro acontece a Temporada da Truta. São dois meses ótimos para visitar a cidade, as pousadas estão com bons preços, já que é baixa temporada, e comidas novidades gastronômicas são apresentadas.

Serviço

Onde ficar

Pousada Casa Bonita

Próxima à Vila da Maromba, a Pousada Casa Bonita completa 30 anos em 2015. São 13 chalés e três suítes. Seis acomodações têm banheira. Todas têm lareira. Piscina não tem, a Casa Bonita faz melhor, tem um rio de águas mansa que passa na propriedade, ao lado dele, várias espreguiçadeiras e, em um mezanino, uma jacuzzi. O café da manhã tem pães da região e diversos itens feitos no local mesmo.

As diárias incluem diárias para casal incluem café da manhã, almoço servido no fogão de lenha e, à noite, jantar leve com mesa de frios e queijos acompanhados de quiches, pães caseiros, sopas e cremes. Diárias a partir de R$ 520 o casal.

Informações: www.pousadacasabonita.com.br e (24) 3387 1342 / 3387 1380

Pousada Tijupá

A Tijupá só aceita maiores de 15 anos, por isso, a tranqüilidade reina solta. São nove acomodações, sendo que cinco são chalés. Todos têm lareira. Uma nascente abastece a piscina natura da Tijupá. A sauna completa o relaxamento. O café da manhã está incluso e o jantar pode ser incluído de acordo com a necessidade do cliente. Diárias para casal a partir de R$ 600.

Informações: www.tijupa.com.br e (24)3387 1464 / 3387 1145 / 9 9907 4333

*A equipe do Viajar é Simples (repórter e fotógrafo) viajou a convite da região de Visconde de Mauá

ENVIAR COMENTÁRIO

0 Comentários