Quem estiver completamente imunizado contra a covid-19 não precisa mais apresentar teste negativo - Crédito: Bruno Lima/Mtur

Fernando de Noronha (PE) muda regras para entrada de turistas

por: Redação
3 de outubro 2021

Na última sexta-feira (01/10), entrou em vigor uma nova fase no protocolo de entrada em Fernando de Noronha (PE), em função da covid-19. Turistas que desembarcam na ilha agora precisam apresentar o comprovante digital de vacinação com duas doses, sendo a última com pelo menos 21 dias da aplicação, ou o comprovante digital com uma dose mais um dos exames exigidos.

As novas regras agradaram ao arquiteto paranaense Greydson Santana, um dos passageiros do voo. Para ele, a medida demonstra o cuidado da administração pública. “Essa preocupação da administração de Fernando de Noronha, com todo esse procedimento, é uma segurança tanto para nós que visitamos, como para os moradores da Ilha. Fiz todo esse trâmite pela internet, o que facilitou muito, fazendo com que a entrada tenha sido mais rápida, sem muita burocracia e sem filas. Noronha saiu na frente dando um pontapé inicial no país.”

Turistas podem utilizar o Passe Verde, no portal Sou Noronha, para agilizar a entrada na ilha, enviando antecipadamente a carteira digital de vacinação com o registro das duas doses ou, se só tiver tomado a primeira, enviar a carteira e mais um dos exames aceitos, durante o processo de pagamento da Taxa de Preservação Ambiental – TPA. No caso dos moradores, eles podem apresentar a carteira digital de vacinação com as duas doses, ou se só tiver tomado uma, devem apresentar um dos exames exigidos.

Pelo novo protocolo, quem só tomou uma dose da vacina, deve apresentar a carteira digital e mais um dos seguintes exames: resultado negativo do teste molecular RT-PCR, realizado 48h antes do embarque ou menos; resultado reagente do exame IgG por sorologia, com um prazo máximo de 90 dias; resultado reagente de exame de anticorpos neutralizantes, também com o prazo de 90 dias. Todos os exames devem ser realizados em laboratório. Exames feitos por imunocromatografia, como testes rápidos de farmácia e exames de busca de antígenos não são aceitos.

As crianças de até seis anos não precisam mais apresentar exames para covid-19. Crianças de sete a 11 anos devem apresentar resultado negativo do teste molecular RT-PCR, realizado 48h antes do embarque ou menos, ou resultado reagente do exame IgG por sorologia, realizado em laboratório, com um prazo de 90 dias. Crianças e adolescentes entre 12 anos e 17 anos, que não tomaram a vacina, também precisam apresentar exames. A partir de 01 de dezembro só será aceita a carteira de vacinação com as duas doses aplicadas.

Tags: Noronha ,

ENVIAR COMENTÁRIO

0 Comentários