Todos os passageiros precisam mostrar comprovante de vacinação - Crédito: Divulgação

Comprovante de vacinação será obrigatório para embarcar em cruzeiros na temporada brasileira

por: Redação
29 de outubro 2021

*Atualizado em 05/11 às 17h40

Costa Fascinosa, Costa Smeralda, MSC Preziosa, MSC Seaside e MSC Splendida são as cinco embarcações confirmadas a temporada brasileira de cruzeiros 2021/2022. Quem quiser embarcar em qualquer um deles, precisará estar completamente vacinado contra a covid-19 com qualquer uma das vacinas aprovadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), isso inclui todos os imunizantes usados no Brasil até o momento:  Pfizer, Coronavac, Janssen e Astrazeneca.

Os protocolos foram definidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Veja abaixo o que você precisa providenciar para embarcar:

– apresentar certificado de vacinação completa, como o do Conecte SUS, sendo a última dose há, pelo menos, 14 dias antes do embarque, para maiores de 12 anos. Pessoas com 60 anos ou mais precisarão apresentar certificado já com a dose de reforço;

–  apresentação de teste negativo para covid-19, sendo que o PCR pode ser feito em até 72 horas antes da viagem ou antígeno feito em até 24 horas antes da viagem incluindo crianças com três anos ou mais;

– preenchimento da Declaração de Saúde do Viajante;

– seguro viagem com cobertura especial para covid-19 para eventuais despesas médicas e hospitalares em viagem, custos com quarentena (entre eles hospedagem) e regresso sanitário, pode ser comprado diretamente com a companhia marítima ou não.

Dentro das embarcações companhias e passageiros devem seguir as seguintes regras:

– distanciamento de 1,5m entre grupos – uso obrigatório de máscaras;

– ar fresco sem recirculação, desinfecção e higienização constantes;

– plano de contingência com corpo médico especialmente treinado e estrutura com todos os modernos recursos para atendimento dos hóspedes e tripulantes;

– testagem frequente de, no mínimo, 10% das pessoas embarcadas e tripulantes;

– ocupação máxima de 75% da capacidade da embarcação;

– uso obrigatório de máscaras;

– excursões e visitas em terra estão autorizadas e seguirão os protocolos das companhias marítimas e dos municípios, para que as pessoas possam desfrutar ao máximo do lazer com segurança. Quando realizadas pelas companhias, deverão ser supervisionadas por funcionários treinados

Os navios que virão ao Brasil são responsáveis por ofertar cerca de 386 mil leitos, com 107 roteiros e 392 escalas em destinos nacionais muito queridos e procurados pelos brasileiros, como Rio de Janeiro, Santos (SP), Salvador, Angra dos Reis (RJ), Balneário Camboriú (SC), Búzios (RJ), Cabo Frio (RJ), Fortaleza, Ilha Grande (RJ), Ilhabela (SP), Ilhéus (BA), Itajaí (SC), Maceió, Porto Belo (SC) e Ubatuba (SP).

Atualmente, cerca de 3 milhões de pessoas, em mais de 200 navios, já voltaram a navegar em cerca de 50 países, desde que os cruzeiros retomaram suas operações com sucesso. As projeções são animadoras e mostram que, até o final do ano, 80% da capacidade da frota global estará em operação, de acordo com um levantamento da CLIA Global (Cruise Lines International Association).

ENVIAR COMENTÁRIO

0 Comentários